O ROMPIMENTO DA BARRAGEM

12 milhões de metros cúbicos de rejeitos foram despejados sobre vilarejos, comunidades, casas, florestas e rios, assassinando 272 vidas humanas diretamente, quando a barragem B1 da empresa Vale S.A se rompeu na Mina do Córrego do Feijão em Brumadinho às 12:28 horas, do dia 25 de Janeiro de 2019.